12/03/2018 às 17h18min - Atualizada em 12/03/2018 às 17h18min

Paes Landim participou de solenidade que deu a Niède Guidon o título de Doutora Honoris Causa

 

Em meio à exuberância da natureza do Parque Nacional Serra da Capivara, na região de São Raimundo Nonato (PI), a arqueóloga Niède Guidon recebeu o título de Doutora Honoris Causa da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), na noite da última sexta-feira (9). A cerimônia de outorga do título de Doutora Honoris Causa foi realizada durante sessão solene do Conselho Universitário (Conuni) no Anfiteatro da Pedra Furada, com a presença do reitor Julianeli Tolentino de Lima, do vice-reitor Telio Nobre Leite, de conselheiros, servidores e estudantes da Univasf.

Também estiveram presentes à solenidade a vice-governadora do Piauí, Margarete Coelho; o deputado federal, Paes Landim; a prefeita do município de São Raimundo Nonato, Carmelita Castro; e representantes da Fundação Museu do Homem Americano (FUMDHAM)  e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), entre outras autoridades. A comunidade do entorno do Parque Nacional Serra da Capivara também prestigiou a cerimônia, que contou com aproximadamente 300 participantes.

A homenageada disse que seu trabalho e dedicação ao Parque Nacional Serra da Capivara foram movidos por amor. “Tudo isso que fiz foi porque me apaixonei pela Serra da Capivara. Foi uma maneira de levar uma vida feliz fazendo aquilo que gostava”, afirmou. Niède Guidon destacou também que o desenvolvimento do turismo é de grande importância para a região. “É preciso que todos trabalhem juntos, porque o que existe na Serra da Capivara não existe em nenhum outro lugar do mundo”, disse. Ao final, ela agradeceu pelas homenagens. “Achei que não mereço tanta coisa. Fiz simplesmente o meu trabalho e contei com o apoio de muitos pesquisadores e de toda a população local. Sem eles nada teria acontecido”.

O título de Doutor Honoris Causa é concedido a personalidades não pertencentes à Universidade, que tenham contribuído para o progresso das ciências, letras, artes ou cultura e que tenham prestado serviços relevantes para a humanidade, o país ou a instituição. A concessão do título à arqueóloga foi aprovada na Sessão Extraordinária do Conuni, realizada em 29 de setembro de 2017.

A homenageada - Niède Guidon é natural de Jaú (SP) e completa hoje, 12 de março, 85 anos. Graduada em História Natural pela Universidade de São Paulo (USP), ela tem especialização em Arqueologia Pré-histórica pela Université Paris-Sorbonne, de Paris, e doutorado em Pré-história na Université Paris 1 Pantheon-Sorbonne. Na década de 1970, após visitar a Serra da Capivara, quando teve seu primeiro contato com as pinturas rupestres no Piauí, Niède começou a realizar pesquisas na região juntamente com um grupo de arqueólogos. Em 1979, o Parque Nacional Serra da Capivara foi fundado por meio do Decreto Nº 83.548 e em 1991 foi declarado Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »